Não se apega, não - Isabela Freitas


Sinopse: Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.
Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.
Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado.
Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.
Autora: Isabela Freitas
Nº de Páginas: 254
Editora: Intrínseca
***
Não sei se vocês sabem, mas amo contar como eu descobrir tal livro ou filme. E a história do meu contato com esse livro é simples, nas minhas compras online sempre via ele em destaque mais nunca dava bola, só que no comecinho de janeiro quando eu estava em Salvador e fui na livraria (pensem ai quase três horas dentro da livraria admirando e desejando todos os livros!) vi esse livro em destaque mais uma vez, e comecei a folhear e ler (a melhor parte de ir em livrarias) e gostei bastante do que estava lendo e levei para casa.

Só que a vida é assim. Adora jogar na sua cara, que os caminhos são muitos e que devemos aceitar a consequência de cada um deles.

Isabela Freitas começa esse livro pelo fim do namoro, o que torna um pouquinho anormal a coisa, por que estamos acostumados a ver os personagens principais juntos. Em um primeiro momento parece um livro de auto ajuda, o que eu não gosto muito, mas no caso desse livro gostei bastante. Mas quando ela começa a falar muito sobre a vida depois do termino acaba se divergindo em vários momentos, ela passa a lei do desapego quando termina o namoro, mas se apegou fácil as paqueras de depois do fim do namoro. Isso impediu de eu dá os 5 coraçõezinhos, mas a leitura vale a pena, tem várias passagens que serve pra vida.

Mas aprendi uma coisa muito legal. Aprendi que todas as pessoas são certas. Isso mesmo. Todas as pessoas que passam na nossa vida são, de alguma forma, certas e nescessárias. Ali, naquele momento. Você precisa passar por elas para aprender alguma coisa.


Nenhum comentário

Postar um comentário