Livro que li; O Menino do Pijama Listrado, John Boyne


Sinopse: Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os Judeus. Também não faz ideia de que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. "O Menino do Pijama Listrado" é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.
Nº De Páginas: 186
Editora: Cia. das Letras
***
Para começar fiquei muito confusa com o livro e por isso quando terminei fui fazer um breve pesquisa para poder entender melhor. Olha que Segunda Guerra Mundial sempre foi meu assunto preferido nas aulas de história, mas fiquei bem confusa mesmo, pesquisar mais foi o melhor que eu fiz, pois no livro a visão do menino Bruno é muito inocente, tão inocente que chega até ser ignorante, pois com nove anos já dá para entender algumas coisas. E o autor me deixou presa nessa inocência ignorância.
A intenção do autor parece até interessante, (foi o que me levou a ler o livro todo), mas penso que John Boyne poderia ter explicado melhor o que estava acontecendo, e não repetindo  tanto, já estava ficando chateada de tantas vezes que li a passagem Surpreende-se a ver Maria, a governanta da família, de pé no seu  quarto, tirando todos os seus pertences  do guarda roupa e arrumando os dentro de quatro caixotes de madeira, até mesmo aquelas coisas que ele escondera no fundo e que não pertencia somente a ele e não era da conta de mais ninguém.”

P.S. Gente já tem um tempinho que li esse livro, peguei na biblioteca quando morava em Salto-SP, eu não o tenho na minha estante, não quis comprar por que não gostei muito do livro, mas para mim é necessário postar a resenha aqui. Então quem já está acostumado com fotos dos livros, desculpem tá.
Beijos!!!

Nenhum comentário

Postar um comentário