Postagens populares

Livro que li: De Volta aos Quinze, Bruna Vieira

29 setembro 2013 6 comentários

Sinopese: "Anita tem 30 anos e sua vida é muito diferente do que ela sonhou para si. Um dia, ao encontrar seu primeiro blog, escrito quando tinha 15 anos, algo inusitado acontece e tudo ao seu redor se transforma de repente. Com cabeça de adulto e corpo de adolescente, ela se vê novamente vivendo as aventuras de uma das épocas mais intensas da vida de qualquer pessoa: o ensino médio. Ao procurar modificar acontecimentos, ela começa a perceber que as consequências de suas atitudes nem sempre são como ela imagina, o que pode ser bem complicado. Em meio a amores impossíveis, amizades desfeitas e atritos familiares, Anita tentará escrever seu próprio final feliz em uma página misteriosa na internet."
Nº de Páginas: 222
Editora: Gutenberg
***
De Volta aos Quinze é o primeiro romance escrito pela blogueira Bruna Vieira, dona do blog Depois dos Quinze (que mesmo depois de ter passado dos quinze há alguns anos, ainda visito todos os dias hehe). Esse romance conta a história de Anita, ela tem trinta anos vai ser madrinha do casamento da irmã, e está totalmente frustada com o rumo que sua vida tomou. Após alguns acontecimentos no casamento, ela resolve ligar o notebook e ver um novo e-mail de sua amiga, e nesse e-mail contém o endereço do blog que ela criou quando tinha 15 anos, quando clica no link ela volta para o dia em que escreveu o primeiro e único post. E a partir dai ela tem a oportunidade de mudar o seu passado.
Para seu primeiro romance Bruna Vieira se saiu bem, só que ela pode melhorar, quer dizer o seu jeitinho de escrever é doce e tem várias reflexões que vem de suas crônicas. Ela falou que foi um desafio escrever um romance, por que era acostumada a escrever crônicas e foi um desafio feito com êxito, pois os diálogos e os monólogos são muito bons,  mas a Anita de trinta anos não parece ter trinta anos, eu daria uns 25 anos. E o que fez eu pensar assim? Simples, nas vezes que ela volta ao passado, ela conseguia agir pior do que se tivesse cabeça de 15 anos, eu sei que tem um sentindo ela fazer as coisas daquela maneira, mas se quando tinha 15 anos ela errou, e agora tem a chance de mudar, não seria legal se ela acertasse? Na segunda volta ao passado por exemplo, tem uma hora que eu falei “Caramba você tem 30 anos era para você saber que isso vai dar errado!!!” 
Mas como disse a escrita da Bruna é uma delicia de acompanhar, li super rápido esse livro, em um dia. O único porém foi esse, eu não conseguia imaginar uma Anita de 30 anos. E vale a pena ler, é um livro bem leve, e ó, faz a gente ter vontade de voltar para os 15 anos e consertar algumas coisinhas do nosso passado. Agora é só esperar os próximos livros, por que esse é o primeiro da série Meu Primeiro Blog, e saber o que a Anita vai aprontar, e olha a Bruna já descobriu o segredo para fazer a gente ficar ansiosa para o próximo, o livro acaba na melhor parte!
Outra coisa que quem acompanha o blog da Bruna percebe, é que ela colocou muito de si na personagem Anita, não achei isso negativo de forma alguma, pois para mim todos os escritores colocam um pouco de si nos personagens, isso fica mais evidente na Anita, por que já conhecemos muito da Bruna.
E não poderia deixar de falar da capa, que é maravilhosa, sou apaixonada pelas ilustrações da Mariana Valente (Malipe), e o livro todo é um capricho só, como vocês podem ver pelas fotos também há ilustrações em algumas partes do livro. Outra coisa que faz eu amar os livros da editora Gutenberg é o cuidado com diagramação e elementos das páginas, as caixinhas de inbox do Facebook, do Whatsapp. São coisas que me conquista nos livros.
Beijos!!!

E Agora? Parar ou Seguir?

28 setembro 2013 Nenhum comentário

Meu avô sempre fala que eu deixo as coisas pela metade, começo e não termino. E parei para pensar e é verdade. Comecei um curso de inglês e não terminei. Comecei um curso de desenho industrial, terminei a primeira parte e a outra ficou para depois e nunca mais voltei. Emprego que eu gostava, pedi demissão. Meu primeiro casamento não tive força para continuar. E agora não sei se quero continuar com o blog, não sei se quero continuar nessa mesma vida de sempre. 
Ok, tenho que tentar mim redimir. Eu não larguei o curso de inglês por acaso, foi por que eu mudei de cidade. Eu não continuei os cursos de desenho industrial por que eu quis, foi por que eu tive que dá espaço para outra pessoa fazer os cursos que ele queria, e não dava para os dois estudar ao mesmo tempo. Eu pedi demissão porque estava me separando e mudando de cidade. E o casamento, bem chega uma hora que o melhor a se fazer é colocar um ponto final. 
E o blog, eu amo o que eu faço por aqui, ler um livro e escrever sobre ele. Assisti um filme e vim aqui falar o que eu achei. Tirar fotos dos livros, dos esmalte que usei, das maquiagens que mais gosto. De ler algum texto, estrofe ou frase em algum lugar e compartilhar aqui. Mas tudo isso exige tempo, e eu gosto de fazer tudo isso com amor, não sei se daria certo fazer na correria ou por obrigação. E ultimamente não tive muito tempo para preparar tudo com carinho e amor. 
Tenho alguns posts preparados, e vou postando. E se caso você aparecer por aqui e ver que tem algum tempo que postei, é porque eu não estava satisfeita com o que esteja fazendo, e por isso se eu sumir, é que eu dei um tempo para o blog, e o mais importante, eu dei um tempo pra mim.

P.s. Pode ter certeza que eu volto, eu sempre volto para as coisas/pessoas que eu amo.
P.s.² Acho que vocês vão entender melhor um pouco desse desanimo, nos próximos textos.
P.s.³ Ok, não vou parar de postar, vou continuar, não vou deixar para trás mais uma coisa que eu amo, e que de certa forma é o meu sonho, ou um dos.

Beijos!!!

Li e Gostei: Caio Fernando Abreu

26 setembro 2013 1 Comentário

Ontem chorei. Por tudo que fomos. Por tudo o que não conseguimos ser. Por tudo que se perdeu. Por termos nos perdido. Pelo que queríamos que fosse e não foi. Pela renúncia. Por valores não dados. Por erros cometidos. Acertos não comemorados. Palavras dissipadas.Versos brancos. Chorei pela guerra cotidiana. Pelas tentativas de sobrevivência. Pelos apelos de paz não atendidos. Pelo amor derramado. Pelo amor ofendido e aprisionado. Pelo amor perdido. Pelo respeito empoeirado em cima da estante. Pelo carinho esquecido junto das cartas envelhecidas no guarda- roupa. Pelos sonhos desafinados, estremecidos e adiados. Pela culpa. Toda a culpa. Minha. Sua. Nossa culpa. Por tudo que foi e voou. E não volta mais, pois que hoje é já outro dia. Chorei.



Li e Gostei

19 setembro 2013 4 comentários

Me isolei de tudo, a troco de nada. Ninguém percebeu, ninguém perguntou, ninguém sentiu, ninguém procurou. Eu nem posso culpar alguém por isso, pois sempre acabo afastando todo mundo de mim, e regando a minha própria solidão com doses industriais de desapego. - Não vou me importar, é o que eu digo. - Volta lá, é o que meu coração diz. - Perdoa, é o que o bom senso manda. - Some, é o que eu sempre acabo fazendo. Sempre.
Não sei quem escreveu, se alguém souber me avise, para eu dá os devidos créditos.
Imagens We♥It

Filme que vi: Harry e Sally - Feitos Um Para o Outro

18 setembro 2013 Nenhum comentário

Sinopse: No fim de sua formatura na Universidade de Chicago, Harry Burns (Billy Crystal) dá a Sally Albright (Meg Ryan), formanda amiga de sua namorada, uma carona até Nova York. Os anos passam e eles continuam a se encontrar esporadicamente, mas a grande amizade que desenvolveram é abalada ao perceberem que, na verdade, estão apaixonados um pelo outro.
Duração: 1h 50min

***
Que filme lindo, a história é linda, é aquele tipo de história que faz a gente acreditar em destino, de que há uma pessoa destinada para nós!
Harry pega uma carona para Nova York com Sally logo após terminarem a faculdade, ele é namorado de uma amiga dela, durante a viagem eles discordam sobre várias coisas, entre elas que homens e mulheres não podem ser amigos por que uma hora ou outra eles podem se envolverem e a amizade acabar, o que é provado ser verdade no final do filme. Depois dessa carona alguns anos se passam e eles se encontram esporadicamente, até um momento que eles se tornam amigos.
Tem vários momentos engraçados, e a melhor cena é a do orgasmo, eu praticamente rolei de rir, todo homem deveria ver aquela cena,  sério! 
E outra coisa que eu amei demais foi que entre um encontro e outro deles, apareciam casais de velhinhos contando como se conheceram e que continuam casados depois de muitos anos, amei demais isso!
Recomendo muito esse filme e quero ele na minha coleção!!!

Sex And The City - 1ª Temporada

17 setembro 2013 2 comentários

Sinopse: Será que as mulheres podem fazer sexo como os homens? Isso é o que a colunista Carrie Bradshaw vai tentar descobrir nessa primeira temporada da mais surpreendente série de TV de todos os tempos. Fazendo de cobaia suas três melhores amigas e a si mesma, Carrie investiga o que uma mulher de trinta e poucos anos tem que fazer para se divertir em uma cidade cheia de solteiros convictos, que acham que compromisso é só para os que são comprometidos.
Então junte-se a Carrie, Sam, Miranda e Charlotte nesta sexy e sofisticada análise de algumas das perguntas mais quentes dos momento. Serão os relacionamentos a religião dos anos 90? Serão os triângulos amorosos a nova fronteira sexual? Caso positivo, quem deve fazer o que, com quem e quando? E se solteiras podem fazer sexo com qualquer homem, a qualquer hora, em qualquer lugar, como as casadas presumem que isso pode acontecer a qualquer hora , em qualquer lugar, com os maridos delas?
Episódios por Temporada: 12
O Primeiro foi ao ar em: 06/06/1998
Transmitida por: HBO


Estou revendo essa série para as resenhas aqui do blog, e olha eu nem reclamo, amo demais SATC, quando comprei esse box foi totalmente por impulso, mas não me arrependi nenhum pouco. Eu nunca tinha assistido, mas ouvia falar super bem, então arrisquei.
Sex And The City conta a história da Carrie, ela escreve uma coluna de mesmo nome para um jornal. Nessa primeira temporada cada episódio é sobre um tópico que envolve sexo. E tudo que ela escreve se baseia, na maioria das vezes na vida de suas melhores amigas a Samantha (amo e amo), Charlotte e Miranda. E cada uma se destaca com sua personalidade, a Samantha é a deusa do sexo, poderosa, e experiente. Charlotte é romântica, sonha em se casar e é toda certinha. A Miranda é advogada, ás vezes insegura e não gosta de demonstrar isso, acho até um pouco difícil defini-la, mas ela é bem durona. 
A Carrie tem um pouquinho de cada mulher, e logo no primeiro episódio ela conhece o Mr. Big, e eles tem várias idas e vindas, e se sente insegura com ele em vários momentos, isso por que ele não quer casar de novo, e não quer apresentá-la para a mãe dele e por ai vai. Ela tem um bom gosto por moda e gasta horrores com sapatos.
É uma série adulta, tem cenas de sexo, e é para mulheres, meu esposo começou a assistir mais o interesse estava mais nas cenas de sexo safadhenho, mas ele não gostou por que é bem mulherzinha mesmo.
Meus episódios favoritos são “Os Caras de Vinte e Poucos ” e “A Seca”, esse último é mais pela risada do Mr. Big no começo do episódio, mas no todo, todos os episódios tem algo de especial!
Essa série é baseada na coluna da Cadance Bushnell, e que também tem o livro e eu tenho, só que estou enrolando muito para ler, mas vou criar vergonha na cara e ler logo, e depois a Cadance escreveu o livro Os Diários de Carrie, que é sobre a Carrie antes de ir para Nova York e que eu já resenhei aqui.

Beijos!!!

Filme que vi: Saga Crepúsculo, Amanhecer Parte I

04 setembro 2013 Nenhum comentário

Sinopse: No altamente aguardado quarto capítulo de A Saga Crepúsculo, um casamento, uma lua de mel e o nascimento de uma criança trazem imprevistas e chocantes consequências para Bella (Kristen Stewart) e Edward (Robert Pattinson) e para aqueles a quem amam, incluindo novas complicações com o lobisomem Jacob black (Taylor Lautner).
Duração: 118 Min
***
PERFEITO! Sem dúvida nenhuma, o melhor de todos até agora, apenas algumas coisas que não gostei, mas que ficaram esquecidas com as coisas maravilhosas que eu amei!!! Vou dizer do que não gostei:
1. A Bella já sabia desde o primeiro livro que o Edward teve seus anos rebeldes e eles só mostraram isso agora, e como se isso fosse motivo para Bella desistir, a Bella quase morreu umas trocentas vezes e o Edward a salvou e agora eles acham que a Bella vai desistir só porque o Edward matou pessoas (que eram assassinas, pessoas que não prestavam), me incomodou muito isso, mas foi uma coisa rápida e que a raivinha passa logo.
2. Não mostrar o carro de “antes”. Pois essa é uma das partes que mais gosto no livro, tinha que ter tido essa parte e não a que citei no item 1 (Só quem leu o livro sabe qual é o carro de “antes” e a situação que a Bella passa).
3. Nada haver aqueles brindes aos noivos, gostei da Esme, do Edward, do pai da Bella e do Emmet rsrs. Podia ter passado sem o da Jessica. #Fail.
O que gostei: 
TUDO, menos os três itens acima! O vestido da Bella perfeito, o decoração do casamento e da festa a cara da Alice mesmo, a lua de mel ser super fiel ao livro, o Edward falando português super lindo e fofo delícia, o Jacob que colocou moral na matilha, ele é O Lobo! #TeamJocob, o estado da Bella super fiel ao livro, e tenho que falar das coisas que não estão no livro e que deveria estar tipo a Leah e o Jacob conversando cara a cara do jeito humano, e com isso apareceu mais a cumplicidade deles um com o outro pela situação parecidas que eles vivem, e a “briguinha” no finalzinho, que eu me emocionei muito leia-se chorei demais, ainda bem que meu esposo não lembra de fazer resenha de mim depois, pois só ele viu o arraso rsrs, essa parte foi a que deixou o filme mil vezes melhor que o livro (que dos quatro livros é o que eu menos gosto, falei sobre o livro AQUI). e como todos já sabiam que o final desse filme seria com a Bella acordando vampira. Linda, na cena ela ficou linda!

O Que Eu Li: Agosto 2013

03 setembro 2013 1 Comentário
Vídeo novo! 
Se vocês gostarem cliquem em gostei a e se inscrevam no canal!



Vídeo da Ju Gervason AQUI

Canal da Tati Feltrin AQUI

Posts onde falei dos livros:

Beijos!!!

Livro que li: Anna e o Beijo Francês, Stephenie Perkins

01 setembro 2013 2 comentários
As  fotos dessa vez é um pouquinho diferente, criei coragem e tirei fotos na rua rsrs. Só que começou a ventar e chover e ainda não tenho certeza se gostei ou não do resultado :/


(Créditos das fotos meu esposo Edinho, que falou que se eu não colocasse os créditos ele não tiraria mais fotos rs)

Sinopse: Anna Oliphant tem grandes planos para seu último ano em Atlanta: sair com sua melhor amiga, Bridgette, e flertar com seus colegas no Midtown Royal 14 multiplex. Então ela não fica muito feliz quando o pai a envia para um internato em Paris. No entanto, as coisas começam a melhorar quando ela conhece Étienne St. Clair, um lindo garoto -que tem namorada.Ele e Anna a se tornam amigos mais próximos e as coisas ficam infinitamente mais complicadas. Anna vai conseguir um beijo francês? Ou algumas coisas não estão destinadas a acontecer? 
Nº de Páginas: 288
Editora: Novo Conceito
***
Awnnn! 
História linda e fofa do jeito que eu amo, e se passa em uma cidade que sonho conhecer, Paris. Era quase impossível não amar esse livro, e amei, entrou pro minha listinha de favoritos. 
Anna é obrigada a ir para Paris pelo pai, para estudar o último ano em uma escola para americanos. 
A história é bem clichê, Anna vai para um lugar no qual não quer estar, e não sabe falar a língua do país, mas acaba fazendo amigos e Paris é a cidade mais romântica do mundo então lógico que ela vai se apaixonar, e se apaixona pelo rapaz mais desejado do colégio, e me diz como não desejar St. Clair? Stephenie Perkis criou um personagem que é muita perfeição. Só que ele tem namorada, e a menina que mora no quarto ao lado do da Anna é apaixonada por ele também, e foi ela que ajudou a Anna a fazer amigos. E as pessoas que a Anna deixou em Atlanta mudou, e ela estranha isso, mas isso acontece por que ela também mudou. E tantas coisas acontecem durante toda a história, que a gente rir, se emociona, e se irrita também, fiquei com raiva junto com a Anna em certos momentos.
E não é por que é clichê que é ruim, pelo contrário, é uma história maravilhosa! 
Para mim só teve um pontinho negativo: A Capa. Na verdade a modelo da capa, eu disse em um dos vídeos que gravei que eu não gosto muito de ler a sinopse do livro antes de ler o livro, e por esse motivo e pela modelo da capa eu achei que a Anna tivesse mais de 20 anos, e já tinha lido em algum lugar que ela viajaria para Paris para estudar, mas imaginei que fosse algum outro curso, isso por que a modelo da capa aparenta ter mais que 20 anos, mas isso nem é muito importante... Quer dizer para mim é, não me importo de capa com pessoas, mas tipo tem que parecer com a personagem rs.
Vale muito a pena para quem gosta de romance,YA... E para quem é apaixonado por Paris (eu sou!) a Anna cita vários lugares que ela conhece, e nos deixa com vontade de conhecer também! 
Ganha cinco estrelas super merecidas!
Beijos!!!
 
Desenvolvido por Michelly Melo.