Postagens populares

Filme que vi: Tudo Acontece em Elizabeth Town

09 janeiro 2014

Sinopse: Orlando Bloom estrela esta comovente história, como Drew Baylor, um poderoso designer cuja a vida se torna completamente descontrolada em um dia fatídico. Indo para Elizbethetown em virtude da morte do pai, Drew conhece Claire (Kirsten Dunst). Ela é bonita, tem um temperamento inabalavelmente positivo e decidiu ser a garota que vai guiar Drew de volta para casa e ensinar a ele o que significa viver e amar durante o caminho.
Este filme consegue transportar a todos nós até um lugar onde coração, humor, música incrível e uma inesquecível história se encontram...

Direção: Cameron Crowe
Roteiro: Cameron Crowe
Origem: Estados Unidos
Duração: 123 minutos

***
Drew é um designer famoso, mas após o fiasco que foi a sua última criação foi despedido, sua namorada termina com ele, e ele vai para casa decidido a se matar, mas antes disso acontecer ele recebeu a noticia da morte do pai e ele tem que viajar para uma cidadezinha de interior chamada Elizabethtown para poder realizar os últimos desejos do pai. E é nessa ida que ele conhece Claire, uma aeromoça linda e divertida que decide ajudá-lo a chegar em seu destino.
Amo demais esse filme, já perdi as contas de quantas vezes já assisti. Ele é ótimo para os dias que a gente se sente pra baixo. A gente sente a dor do Drew, mas a melhor parte sem dúvida é a positividade da Claire, ela faz com que ele veja o melhor de si mesmo, e o ajuda em pequenas coisas como fazer as crianças da família dele ficarem quietos, quanto a planejar a volta dele para casa, na melhor “road trip” que já vi em filmes, com tudo planejado, as paradas nos pontos turísticos, as paradas para ajudá-lo com seus problemas e diverti-lo. E com uma trilha sonora cronometrada, e perfeita, amo demais as músicas desse filme. Deu vontade até de criar uma nova categoria para mostrar as trilhas sonoras dos filmes, o que acham?
Além disso tem a família do Drew, bem divertida e com suas particularidades. 
E o filme não é só cenas tristes, ou de ajuda, tem algumas cenas que eu rolei de ri, sério! 

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.