Sou aquela menina...



Sou aquela menina que ama ler, e que faz da vida uma história de um livro.
Sou aquela menina que faz das músicas que escuta a trilha sonora dos momentos que vive.
Sou aquela menina que prefere jeans e All Star do que salto alto.
Sou aquela menina que dança sozinha pela casa.
Sou aquela menina que ama andar descalça na grama molhada e também na areia da praia.
Sou aquela menina que corta e muda a cor do cabelo assim do nada.
Sou aquela menina desastrada, que dá risada de si mesma e na maioria das vezes sozinha.
Sou aquela menina que tem o melhor amigo do mundo, que virou irmão e ainda a chama com o apelido dos sonhos dela, Baby.
Sou aquela menina que tem perfume no cabelo. E batom vermelho nos lábios.
Que dorme com vários livros do lado.
Que se vicia em uma música e escuta várias e várias vezes.
Que escreve em diários.
Que sonha.
Que ama...
... quando quer, pois aprendi que amar não é apenas um sentimento é uma decisão.
Sou aquela mulher que finge ser forte, sábia e esperta. Mas no fundo sou apenas uma menina.


Minha estrada

(Imagem Reprodução)


Nessa estrada que estou percorrendo aprendi a valorizar.

Valorizo o vento no rosto, os banhos de chuva que tomei, o pisar na grama molhada de manhã, por que é nestas coisas simples que sou mais feliz. Valorizo o miojo, a macarronada, o cachorro quente, por que quem mora só sabe, que não é todo dia que temos dinheiro para pedir uma pizza. Valorizo o pouco que tenho, por que já me tiraram muitas coisa e algumas eu perdi. Valorizo cada conquista pequena ou grande, desde montar uma mesa de centro sozinha a ser convidada para ser fotógrafa, por que só eu sei como foi difícil conquistá-las. Valorizo cada parte da minha casa, que é simples e falta ainda alguns móveis, mas foi os dias que dormir no colchão fino que descobrir que luxo não é a mesma coisa que ter caráter. Valorizo as idas ao cinema sozinha, por que foi nos meus momentos de solidão que aprendi a me amar. Valorizo os meus poucos amigos, os de longe e os de perto, por que na companhia deles eu descobri que sou amada. Valorizo minha família, por que eles foram os primeiro a me guiarem pela estrada.

Valorizo todo o caminho que percorri até aqui, foi na minha estrada que aprendi a valorizar quem eu sou, as escolhas que fiz, os erros que cometi, os aprendizados que veio dos erros. Valorizo minhas cicatrizes, por que só eu sei o por que delas existirem.Valorizo o sim, por que já recebi vários nãos. Valorizo o hoje, por que não sei como será o dia de amanha. Valorizo as voltas que o mundo dá, por que não gosto de ficar parada no mesmo lugar. Valorizo todas as pessoas que passaram e as que estão na minha vida, por que aprendi e aprendo muito com elas. 

Valorizo a minha fé, por que Deus é o único que está comigo durante todo o percusso, segurando na minha mão, e algumas vezes me carregando no colo.