No Meu Filme



No filme que eu criei, nossa despedida não seria assim. E imaginei um roteiro totalmente diferente, onde o nosso último dia juntos seria um dos melhores, segurando um na mão do outro, como você bem sabe, considero as mãos entrelaçadas uma das maneiras mais bonitas de demonstrar que temos um ao outro. Trocando olhares que significam tudo. E ficando juntos a maior parte do tempo, para não perder a oportunidade de se tocar, de sentir o cheiro, de deixar um pouco de você em mim e um pouco de mim em você. E na hora da despedida, se beijar e se olhar da maneira mais intensa possível, quem nem precisaria falar palavra alguma por que se olhar já seria o suficiente.
Mas o nosso último dia juntos não foi assim, foi afastados um do outro, sem olhares, sem mãos entrelaçadas, e o bônus: Palavras que machucaram meu coração, meu coração já tão acostumado aguentou, os calos fazem sentir menos dor. E na hora da despedida, os olhares foram de longe, sem toque, sem beijo, mas eu te olhei e fui me afastando. E eu como boa criadora de roteiros imaginei você me chamando e vindo ao meu encontro, me segurando na cintura e me beijando, e falando que nada daquilo tinha sentido, por que tudo se encaixa quando estamos juntos. Mas, mais uma vez o roteiro não virou cena, você entrou no carro e foi embora. 
Assim, rápido como apareceu em minha vida, você também se foi. 
Mas tenha certeza, ficou muito de você em mim.  O final do meu filme não teve um final feliz, mas o começo e o meio foram inesquecíveis, isso foi o suficiente. Agora outros roteiros podem se escritos.
Obrigada.
(imagem reprodução)


Faça Amor, Não Faça Jogo - Ique Carvalho



Sinopse: Viver a plenitude do amor é o desejo senão de todas, ao menos da maioria das pessoas. Amar e ser amado incondicionalmente, contar com o apoio de alguém para as horas difíceis e para os momentos alegres, e saber que, independentemente do que fazemos, alguém estará ao nosso lado simplesmente pelo que somos é o ideal da mida de muitos.
Viver esse amor na prática, no entanto, nem sempre é fácil. Amar sem barreiras e expressar nossos sentimentos legítimos é algo complexo. E é exatamente sobre felicidade, vida e amor que Ique Carvalho fala neste livro. O autor começou escrevendo em seu blog e já tocou o coração de milhares de pessoas que se envolveram e se emocionaram com suas palavras, descreve com perfeição o amor que muitos procuram e poucos realmente encontram. E ele fala do amor em todas as suas expressões: desde o romântico entre duas pessoas até o mais puro e verdadeiro laços familiares, que ele tem com seu pai e mentor.
Como as relações humanas são frágeis e complicadas, os relacionamentos tornam-se difíceis, o que nos faz buscar a felicidade nos lugares ou nas pessoas erradas. Mas o autor nos faz enxergar a vida de forma diferente. Faça amor, não faça jogo é um lembrete de que, no jogo do amor, não é necessário haver ganhadores ou perdedores. Basta olhar e aceitar novos paradigmas e acreditar no que diz seu coração. E vivenciar isso de verdade
 : Ique Carvalho
Nº de Páginas: 223
Editora: Gutenberg
***
Antes mesmo de falar sobre o livro, vou falar sobre como conheci o blog The Love Code, foi mais ou menos final de setembro inicio de outubro, que passeando pelo facebook de uma amiga, vi que ela compartilhou um texto do blog, e lá foi Haila ler o texto Se você ama e bastou para eu me apaixonar, e querer ler todos os textos do blog, e eu li. E fiquei na contagem regressiva pelo lançamento do livro.
E agora na minha viagem para Salvador eu comprei (fiquei quase duas horas pela livraria Saraiva como viciada em livros que sou) e não dava para esperar para ler depois da viagem, Sentei e li em praticamente um dia.

Como não se apaixonar pelos textos do Ique? Não tem como, ele expressa os sentimentos de uma forma linda e verdadeira, ele consegue me emocionar de uma maneira tão íntima e delicada, como se falasse diretamente para mim. Alguns textos me tocaram por inteiro, outros algumas frases. Mas todos valeram a pena, e praticamente todos os dias eu leio uma parte ou outra, já estou até decorando as partes que mais gosto.

Outro detalhe que fez com que apaixonasse pelo blog e pelo livro, que cada texto tem uma música para escutar enquanto ler, e são músicas lindas como Lost Stars do Adam Levine, For You do Gavin James, minhas favoritas. Apaixonados por música como eu vão amar.

P.S. Nunca dediquei uma resenha para ninguém, mas esse livro se tornou ainda mais especial, por que pela primeira vez na minha vida alguém teve a paciência de me escutar lendo os textos e as partes que eu mais gostei, obrigada Tiago por fazer parte da minha vida, por me escutar e por sonhar junto comigo.